Arquivo da tag: pele

Tratamentos para Acne (espinha): cuidados necessários para não piorar

Tratamentos para Acne (espinha): cuidados necessários para não piorar, o que não fazer!

Existem vários tratamentos para acne. Acne é o termo médico, que os dermartologistas usam para designar as espinhas. Não se deve achar que acne é coisa da idade, que passa com o tempo, que não é uma doença, pois o impacto na qualidade de vida de quem sofre é enorme!

O tratamento para acne deve ser iniciado o quanto antes, pois as consequências como marcas, manchas, cicatrizes da acne serão minimizadas. A cura da acne, ou seu controle adequado pode ser atingido através de tratamentos locais, nas formas de acne leves. Diversos produtos para acne existem no mercado, isolados ou combinados, na forma de pomadas para acne, sabonetes para acne, creme para acne com compostos como oácido salicílico, peróxido de benzoíla, retinoides (tretinoína, adapaleno), antibióticos (clindamicina e eritromicina, de preferência associados – no mesmo produto – aos retinoides ou peróxido de benzoíla) e ácido azeláico.

ATENÇÃO! Não se auto-medique, procure um dermatologista para tratar a sua acne! marque uma consulta virtual acessando a plataforma dermatovirtual

Importante: quem tem acne não deve, em nenhuma hipótese, manipular (“cutucar, espremer”) as lesões, pois isso pode levar à infecção, inflamação e cicatrizes.

Quando saber se a lesão na pele é um cravo ou uma espinha? Em geral as lesões não inflamadas são conhecidas como cravos, e as que estão inflamadas, com inchaço na pele associado, nódulo na pele, ou um cisto na pele, podendo também cursar com dor no local. As espinhas quando graves podem gerar lesões que acabam gerando marcas na pele, cicatrizes na pele, que são as consequências mais temidas das acnes, espinhas.

Quando o tratamento da acne localmente não funciona ou a acne não é leve,  o tratamento por via oral é associado, utilizando-se antibióticos específicos, da classe das ciclinas (tetraciclina, doxiciclina, minociclina, limeciclina) ou macrolídios (eritromicina) ou sulfas (sulfametoxazol-trimetoprim), sempre associados ao tratamento local com retinoides ou peróxido de benzoíla ou ácido azeláico. O tratamento com antibiótico oral deve ser feito por, no máximo, três meses, em um ou até três ciclos.

Em casos específicos, o tratamento da acne pode ser feito com anticoncepcionais, ou com isotretinoina (roacutan). Existem procedimentos complementares usados que ajudam no controle da acne tais como: extração de “cravos”, drenagem de abscessos, infiltrações peelings químicos, microdermoabrasão, alguns tipos de laser, luzes e esfoliações químicas.

A limpeza de pele, quando bem indicada pelo dermatologista, e bem executada por esteticista treinado, pode ser um ótimo complemento do tratamento de algumas formas de acne. A Sociedade Brasileira de Dermatologia alerta: “Uma limpeza de pele feita por leigos pode ser considerada forma de tratamento”.

Leia mais outros posts sobre ACNE, ESPINHAS, CRAVOS

Acne, espinha, cravos, espinha interna: saiba o que são e como se livrar delas!

O que é espinha interna?

Os lugares mais incômodos onde espinhas (acne) podem aparecer : Acne no rosto, acne no nariz, acne na vagina

Tratamentos naturais para espinhas (acne): o que funciona o que não funciona.

Tratamentos caseiros, pasta de dente, elixir de inhame

Como secar espinhas (acne)

A Acne do bebe. Acne neonatal

Conheça os graus da acne (espinha)

Cicatrizes e marcas da acne (espinhas)

Que médico devo procurar para tratar acne, espinhas

Famosos que tem acne, espinhas

Tratamentos para Acne (espinha): cuidados necessários para não piorar, o que não fazer

Dra Paula fala no canal R7, chocolate e pele

Dra Paula dermatologista no R7

Dra Paula dermatologista no R7

Dra Paula fala no canal R7, chocolate e pele. Chocolate puro não hidrata a
pele e os cabelos, diz dermatologista

Está pensando em aproveitar a Páscoa para se embelezar? Então é melhor ir com calma.

Nadia Heisler, do R7

Os produtos que levam chocolate e cacau na formulação não são novidades no mercado e têm seus benefícios do ponto de vista estético, pois conseguem aliar as utilidades do alimento a outras propriedades cosméticas hidratantes, às vezes também naturais. 

Porém, com a chegada da Páscoa, muita gente aproveita para hidratar o corpo e os cabelos com o chocolate puro. Será que é uma boa ideia? De acordo com a dermatologista Paula Penna, talvez não. Continuar lendo