Cancer de Pele

Câncer de Pele

Leia aqui o artigo escrito pela Dra Paula Penna, dermatologista. Aprenda a se previnir do cancer de pele, reconhecer sinais de alerta, saiba as formas de tratamento do cancer de pele

O que é o Cancer de PeleCarcinomas –  O carcinoma basocelular (CBC) e o carcinoma epidermóide (CEC), também chamados de câncer de pele não melanoma, são os tipos de câncer de pele mais freqüentes (70% e 25%, respectivamente). Porém, apesar das altas taxas de incidência, o câncer de pele não melanoma apresenta altos índices de cura principalmente devido à facilidade do diagnóstico precoce. Os carcinomas basocelular são originários da epiderme e dos apêndices cutâneos acima da camada basal, como os pêlos, por exemplo.

Os carcinomas epidermóides têm origem no queratinócito da epiderme, podendo também surgir no epitélio escamoso das mucosas. Indivíduos que trabalham com exposição direta ao sol são mais vulneráveis ao câncer de pele não melanoma. Esse tipo de câncer é mais comum em adultos com picos de incidência por volta dos 40 anos. Porém, com a constante exposição de jovens aos raios solares a média de idade dos pacientes vem diminuindo. Pessoas de pele clara, que ficam vermelhas com a exposição ao sol, estão mais sujeitas às neoplasias, e ao cancer de pele. A maior incidência deste tipo de câncer de pele se dá na região da cabeça e do pescoço que são justamente os locais de exposição direta aos raios solares. Prevenção Embora o câncer de pele apresente altos índices de cura, ele também é um dos tipos que mais cresceram em número de diagnósticos nos últimos anos.

A melhor maneira de evitar que ele se manifeste é através da prevenção. A exposição ao sol deve ser evitada no período das 10h às 16h. Mesmo durante o horário adequado é necessário utilizar a proteção adequada como: chapéu, guarda-sol, óculos escuros e filtros solares com fator de proteção 15 ou mais. O filtro solar ameniza alguns efeitos nocivos do sol, como as queimaduras, dando, portanto uma falsa sensação de segurança. É importante lembrar que os filtros solares protegem dos raios solares, no entanto eles não têm o objetivo de prolongar o tempo de exposição solar. Todos os filtros solares devem ser repassados a cada 2 horas de exposição.

Manifestrações clínicas: Sintomas Pessoas que apresentam feridas na pele que demorarem mais de 4 semanas para cicatrizar, variação na cor de sinais, manchas que coçam, ardem, descamam ou sagram devem recorrer o mais rápido possível ao dermatologista. Diagnóstico O câncer de pele não melanoma pode apresentar dois tipos de diagnóstico. O carcinoma basocelular é diagnosticado através de uma lesão (ferida ou nódulo) com uma evolução lenta. O carcinoma epidermóide também surge por meio de uma ferida, porém, que evolui rapidamente e vem acompanhada de secreção e de coceira. A maior gravidade do carcinoma epidermóide é devido à possibilidade que esse tipo de câncer tem de apresentar metástase. Há três formas de Câncer da Pele. As duas mais comuns são o CARCINOMA BASOCELULAR e o ESPINOCELULAR, correspondendo a 90% dos casos. O MELANOMA MALIGNO, a terceira e a mais agressiva das formas,pode disseminar-se pelo corpo. Quando detectados precocemente e tratados adequadamente,cura-se praticamente 100% de todos os casos. O uso regular de proteção solar, o auto-exame da pele e a imediata comunicação de alterações a seu Dermatologista fazem do câncer de pele uma doença altamente previsível e curável. Lamentavelmente, muitas pessoas se expõem inadequadamente ao sol, fazem uso de bronzeamento artificial e não procuram auxílio médico em tempo hábil. Além do Câncer da Pele, o excesso de radiação ultravioleta pode causar dano aos olhos, diminuição da defesa do organismo e envelhecimento precoce.FATORES DE RISCO PARA CÂNCER DE PELE Ninguém está livre da possibilidade de desenvolver Câncer da Pele ou outros problemas de saúde, decorrentes da exposição errada aos raios ultravioleta, mas os fatores abaixo relacionados aumentam os riscos. . Pele de cor clara. . História Familiar de Câncer da Pele. . História pessoal de Câncer da Pele. . Exposição crônica ao sol. . História de queimaduras solares severas na infância e adolescência. . Certos tipos de sinais e grande número de sinais. . Sardas são indicadores de sensibilidade e de dano solar.

COMO SE PREVENIR . Limite o tempo de exposição ao sol. Evite o horário entre 10 e 15 horas. . Procure a sombra. . Use chapéu e roupas adequadas. . Use filtro solar com fatores de proteção 15 ou maior, regularmente. Quando exposto diretamente, reaplique a cada 2 horas. . Use óculos de sol, com proteção 100% contra ultravioleta. . Evite bronzeamento artificial. . Mantenha crianças fora do sol. Filtros solares podem ser usados em crianças a partir dos 6 meses. . Crie nos seus filhos práticas saudáveis de proteção solar.

SINAIS DE ALERTA Pelas características próprias da pele, o Câncer pode ser detectado precocemente. O auto-exame e o exame dermatológico, visando a determinar alterações que necessitam de tratamento, podem resultar na completa cura para todos os tipos de Câncer da Pele, a forma de Câncer que mais cresce no mundo todo. Lesão da pele que aumenta de tamanho ou que tem aspecto de uma pérola, translúcida (semitransparente), marrom, vermelha, rósea ou multicolorida. Sinal que mostra mudanças na coloração e /ou na textura, que se torna de bordas de formato irregulares, aumenta de tamanho, ou é maior que a ponta que não escreve do lápis. Mancha ou sinal que persiste com sensações de coceira, sangramento, ” uma ferida que não cura”, ou que cura e novamente abre, por mais de 3 semanas. Auto-exame da pele O que é o auto-exame da pele? É um método simples para detectar precocemente o câncer de pele, incluindo o melanoma. Se diagnosticado e tratado enquanto o tumor ainda não invadiu profundamente a pele, o câncer de pele pode ser curado.

Quando fazer? Ao fazer o auto-exame regularmente, você se familiarizará com a superfície normal da sua pele. É útil anotar as datas e a aparência da pele em cada exame. O que procurar? Manchas pruriginosas (que coçam), descamativas ou que sangram sinais ou pintas que mudam de tamanho, forma ou cor Feridas que não cicatrizam em 4 semanas. Deve-se ter em mente o ABCD da transformação de uma pinta em melanoma, como descrito abaixo: . Assimetria – uma metade diferente da outra . Bordas irregulares – contorno mal definido . Cor variável – várias cores numa mesma lesão: preta, castanho, branca, avermelhada ou azul . Diâmetro – maior que 6 mm Como fazer? . 1. Em frente a um espelho, com os braços levantados, examine seu corpo de frente, de costas e os lados direito e esquerdo; . 2. Dobre os cotovelos e observe cuidadosamente as mãos, antebraços, braços e axilas; . 3. Examine as partes da frente, detrás e dos lados das pernas além da região genital; . 4. Sentado, examine atentamente a planta e o peito dos pés, assim como os entre os dedos; . 5. Com o auxílio de um espelho de mão e de uma escova ou secador, examine o couro cabeludo, pescoço e orelhas; . 6. Finalmente, ainda com auxílio do espelho de mão, examine as costas e as nádegas. ATENÇÃO: Caso encontre qualquer diferença ou alteração, procure orientação médica. Evite exposição ao sol das 10h às 16h e utilize sempre filtros solares com fator de proteção 15 ou mais, além de chapéus, guarda-sóis e óculos escuros.

Tratamento: Tratamento Em ambos os casos a cirurgia é o tratamento mais indicado. Porém, dependendo da extensão, o carcinoma basocelular pode também ser tratado através da terapia fotodinâmica. No caso do carcinoma epidermóide, o tratamento usual é feito basicamente através de procedimento cirúrgico.Este artigo foi escrito pela Dra Paula Penna, médica dermatologista com fellowship em Cancer de Pela na Filadélfia, Estados Unidos.

Para Marcar uma consulta ligue para 11 3285-1108.

Palavras-chave: cancer de pele, manhas na pele, pintas, melanoma, terapia fotodinâmica, carcinoma, carcinoma epidermóide, baso, basocelular, carcinoma basocelular, pele clara, dermatologia sao paulo, manchas vermelhas, filtros solares, dermatologista sao paulo, melanoma, melanoma maligno, dermatologia, cirurgia de cancer de pele, cirurgia dermatologica, dermatologista, dra paula penna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s